Você está aqui: Entrada Notícias Arquivo de Notícias 2018 Outubro Municípios de Esposende e Barcelos dão passo importante na valorização do rio Cávado

Municípios de Esposende e Barcelos dão passo importante na valorização do rio Cávado

Os presidentes das câmaras municipais de Barcelos e Esposende, Miguel Costa Gomes e Benjamim Pereira, assinaram sábado, dia 28 de setembro, uma Carta de Intenções para preservar e valorizar o rio Cávado.

O documento pretende unir esforços para usufruir do potencial proporcionado pelo rio Cávado a todos os níveis, designadamente, no ambiente, no turismo, no desporto e recreio, etc

Os dois autarcas tiveram a oportunidade de descer de barco o rio Cávado entre Mariz, no concelho de Barcelos, e Gemeses, em Esposende, ouvindo as explicações do especialista em reabilitação de rios, Pedro Teiga.

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, realçou que “o documento vai permitir elaborar um plano para a preservação do rio Cávado”, sendo “um ato que vai validar o que pretendemos enquanto autarcas e deixar esta marca que, certamente, terá continuidade, até porque este é um projeto que não tem data de conclusão”.

Miguel Costa Gomes defendeu a existência de “um regulamento comum” para criar “regras muito rigorosas para aquilo que é o tratamento destas margens. Temos de ser exigentes e isto implica um regulamento com as regras iguais para toda a gente e não podemos ser intransigentes em nada.”

O Presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, afirmou que “o passo que hoje damos aqui pretende transmitir uma mensagem de dois autarcas que estão focados no serviço às populações. Este é um rio que nos une, com elevado potencial que é preciso conhecer bem para preservar. Queremos introduzir uma forte componente de turismo ao rio, com atividades desportivas e intervenção nas margens”.

De resto, Benjamim Pereira tem esperanças que este projeto envolva, também, a intervenção na foz do rio. “O assoreamento da foz do Cávado é um problema que diz respeito a toda a região. Projetos como a ecovia do Cávado envolvem todos os municípios que são atravessados pelo rio e estamos cientes que este também será um problema abordado globalmente”, disse o autarca esposendense.

Para Pedro Teiga, que presta consultoria técnica aos dois municípios na recuperação do rio Cávado, este curso de água apresenta “muita potencialidade, pela biodiversidade que é preciso preservar, estudar e dar a conhecer, mas também pela importância que tem na vivência das populações”.

Ao longo da descida do rio foi possível, desde logo, observar alguns dos alvos de intervenção, tendo a comitiva sido surpreendida pelos atletas do GCDR Gemeses, acompanhados pelo atleta olímpico João Ribeiro que, dirigindo-se aos autarcas, pediu uma intervenção de preservação do rio Cávado.

Os municípios avançarão, de imediato, com regulamentos municipais definidores das regras, numa ação que envolverá entidades públicas e que tem como objetivos a preservação e potenciação do rio, a limpeza e erradicação dos focos de poluição, para além da componente turística e desportiva.

classificado em: