Skip to Main Content

PR7 BCL – No Trilho do Penedo do Ladrão pelas lagoas de Enxate

PR7 BCL – No Trilho do Penedo do Ladrão pelas lagoas de Enxate

É um traçado classificado como pequena rota (PR), com cerca de 9,5 km, de tipologia circular e de dificuldade “Difícil” (IV), que calcorreia as freguesias de Vilar do Monte, Feitos e Vila Cova.

É um trilho surpreendente, rico em património ambiental, religioso, cultural e arqueológico, que nos remete para a lenda do Penedo do Ladrão e para os locais mais recônditos da ribeira de Feitos.

Do ponto de vista do património cultural e natural, destaca-se a capela da Senhora da Boa Morte, o Penedo do Ladrão, as ruínas da capela e do castro de São Mamede, os moinhos de água, os antigos lagares de azeite, as lagoas de Enxate e o deslumbrante miradouro do alto do monte de São Mamede, que se perfila como um anfiteatro sobre a orla costeira, com vista panorâmica sobre o vale do rio Cávado e do rio Lima.

Partindo da capela de Nossa Senhora da Boa Morte, em Vilar do Monte, o percurso segue em direção ao monte de São Mamede, no encalço do Penedo do Ladrão que, segundo a lenda, servia de abrigo a dinastias de ladrões que atormentavam os viandantes. Depois do Penedo do Ladrão, o trilho começa a subir até atingir as ruínas da capela de São Mamede, alcançando o ponto mais elevado deste percurso, o monte panorâmico com o mesmo nome. Aí despontam curiosas formações graníticas, tais como, o penedo do Sino ou o penedo da Guarita, assim como, um marco geodésico de 3ª ordem. Nas imediações são, também, percetíveis os vestígios de habitações de um povo primitivo conhecido como “castro de São Mamede”.

O percurso desce por caminhos florestais, em direção às lagoas de Enxate, já na freguesia de Vila Cova. Serpenteia, nesta fase, o curso da ribeira de Feitos, ladeando lagoas e quedas de água, que correm livremente em direção ao rio Cávado, proporcionando momentos relaxantes e de verdadeira sintonia com a natureza, num quadro de beleza excecional.

A seguir à ribeira de Feitos, o trilho continua por caminhos rurais, na freguesia de Vila Cova, com especial destaque para a passagem por moinhos, aquedutos e antigos lagares, que rememoram parte do património etnográfico e cultural das gentes de Vila Cova, antes de regressar, de novo, ao ponto de partida, pelas encostas do monte de São Mamede. O percurso tem ainda uma forte componente ambiental e desenvolve-se numa das mais vastas áreas do concelho a nível florestal, sendo possível identificar manchas repletas de carvalhos (Quercus robur), sobreiros (quercus suber), grandes quantidades de eucaliptos (Eucalyptus) e ainda espécies ripícolas como o salgueiro (Salix atrocinerea), o amieiro (Alnus glutinosa) e o freixo (Fraxinus angustifolia) na bordadura do curso de água.

Do ponto de vista da fauna, ao longo do trilho pode surpreender-se com prováveis avistamentos de espécies, tais como, o coelho europeu (Oryctolagus cuniculus), a raposa (Vulpes vulpes), a rola turca (Streptopelia decaocto), o melro (Turdus merula), a pêga rabuda (Pica pica), a poupa (Upupa epops ), a águia de asa redonda (Buteo buteo), a cobra rateira (Malpolon monspessulanus), o sardão (Lacerta lepida), a lagartixa ibérica (Podarcis hispanica), entre outras espécies.

Desfrute, respeite a natureza e delicie-se com o que Barcelos tem de melhor para lhe oferecer!

#descobrirbarcelos

 

ENGLISH

This is a route classified as a small route (SR), with about 9,5 km, of circular typology and high difficulty (IV), which crosses theparishes of Vilar do Monte, Feitos and Vila Cova. It is an amazing trail, rich in environmental, religious, cultural and archaeological heritage, which takes us back to the legend of the thief’s stone (Penedo do Ladrão) and to the most hidden places of the Feitos stream.

From the point of view of cultural and natural heritage, the chapel of Senhora da Boa Morte, the stone of the thief, the ruins of the chapel and the fort of São Mamede, the water mills, the old oil mills, the Enxate ponds and the stunning viewpoint from the top of the hill of São Mamede stands out like an amphitheater on the coastline, with a panoramic view over the valleys of the rivers Cávado and Lima.

Starting from the chapel of Nossa Senhora da Boa Morte, in Vilar do Monte, the route heads towards the São Mamede hill, following the stone of the thief that, according to the legend, served as a shelter for dynasties of thieves, that tormented travelers.

After the stone of the thief, the trail begins to climb until it reaches the ruins of the chapel of São Mamede, achieving the highest point of this route, the panoramic hill with the same name. There, some curious granite formations emerge, such as the Sino or Guarita cliffs, as well as a 3rd order geodesic landmark. In the neighborhood are also perceptible traces of habitations of a primitive people known as “castro de São Mamede”.

The route descends through forest paths, towards the Enxate ponds, already in the parish of Vila Cova. At this stage, the course of the Feitos stream curves, flanking ponds and waterfalls, which flow freely towards the Cávado river, providing relaxing moments in true harmony with nature, in a context of exceptional beauty.

After the Feitos stream, the trail continues along rural paths, in the parish of Vila Cova, with special emphasis on passing through mills, aqueducts and old oil mills, which recall part of the ethnographic and cultural heritage of the people of Vila Cova, before return, again, to the starting point, along the slopes of the São Mamede hill.

The trail also has a strong environmental component and takes place in one of the largest forest areas in the county, making it possible to identify patches full of oaks (Quercus robur), cork oaks (quercus suber), large amounts of eucalyptus (Eucalyptus) and even riparian species such as willows (Salix atrocinerea), alders (Alnus glutinosa) and ash trees (Fraxinus angustifolia) along the edges of the watercourse.

From the point of view of fauna, along the trail you can be surprised with possible sightings of species, such as the European rabbit (Oryctolagus cuniculus), the fox (Vulpes vulpes), the Turkish turtledove (Streptopelia decaocto), the blackbird (Turdus merula), the magpie (Pica pica), the hoopoe (Upupa epops), the roundwinged eagle (Buteo buteo), the rat snake (Malpolon monspessulanus), the lizard (Lacerta lepida), the Iberian gecko (Podarcis hispanica), among other species.

Enjoy, respect nature and delight yourself with the best that Barcelos has to offer!

#descobrirbarcelos

Percurso de Pequena Rota: (PR7)

Extensão: 9,5 km

Âmbito: Natural / Paisagístico / Cultural / Arqueológico

Nível:  Difícil

Tipo de Terreno: Terra; caminhos rurais; caminhos em floresta

Duração: 3,5 horas

Tipologia: Circular /Inicio e Fim na Capela da Sra. da Boa Morte em Vilar do Monte

Pontos de Interesse:

1 – Capela da Sra. da Boa Morte

2 – Penedo do Ladrão

3 – Ruínas da capela de S. Mamede

4 – Miradouro de S. Mamede

5 – Ruínas do castro de S. Mamede

6 – Lagoas de Enxate

7 Antigos Moinhos e Lagares

8 – Fonte da Serralheira

 

 

BrochuraPR7 BCL – No Trilho do penedo do Ladrão pelas lagoas de Enxate

Link Wikiloc – PR7 BCL – No trilho do penedo do ladrão pelas lagoas de Enxate

KML – PR7 – No trilho do penedo do ladrão pelas lagoas de enxate

GPX – PR7 BCL – No trilho do penedo do ladrão pelas lagoas de Enxate – GPX

 

 

Veja também

  • Torre Medieval

    Torre Medieval

  • Igreja de Nossa Senhora do Terço

    Igreja de Nossa Senhora do Terço

  • Ponte Medieval

    Ponte Medieval

2019 - Todos os Direitos Reservados - Município de Barcelos | Política de Privacidade | Desenvolvido por DMT