Você está aqui: Entrada Notícias Notícias em rodapé Ministro da Solidariedade e Segurança Social inaugura Residências Sénior do Centro Social de S. Veríssimo

Ministro da Solidariedade e Segurança Social inaugura Residências Sénior do Centro Social de S. Veríssimo

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, e o Presidente da Câmara, Miguel Costa Gomes, inauguraram no passado sábado, 17 de março, as novas residências sénior do Centro de Solidariedade Social de S. Veríssimo.

Trata-se de um investimento de cerca de um milhão de euros, que inclui a construção de dez habitações de tipologia T1, permitindo uma maior autonomia aos idosos.
Na sessão protocolar, o Presidente da Câmara manifestou a sua satisfação pela presença do Ministro na inauguração das novas residências, referindo-se à “forma atenta com que Vieira da Silva olha para as instituições sociais”, como a importância que dá “ao seguimento a este projeto, que ainda está na primeira fase, e que terá naturalmente a sua evolução, consolidada com responsabilidade”. Miguel Costa Gomes elogiou o trabalho e o empenho desenvolvido pelo Centro Social de S. Veríssimo, deixando um “bem-haja a todos os colaboradores desta instituição que todos os dias fazem com que os seniores sejam respeitados e recebam o carinho da sociedade para a qual muito contribuíram”.
O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social apontou a importância das instituições que cuidam de idosos, dizendo que “o desenvolvimento da valência do apoio domiciliário será certamente uma aposta de futuro”. Vieira da Silva destacou os quinze milhões de euros que o Estado transfere anualmente para o apoio social em Barcelos, concelho este que detém “uma forte rede de apoio social, com mais de uma centena de instituições de solidariedade social”.
O Presidente da instituição, João Vale Lopes, depois de uma breve apresentação, fez saber que “hoje concretizamos mais uma etapa muito importante, mas esta é apenas a primeira fase de um projeto mais global, na qual desejamos ampliar o edifício para praticamente o dobro da atual capacidade”.

classificado em: